“Até que ponto vamos por desejar algo? Será que fazemos de tudo para alcançarmos o que queremos e passamos por cima de quem for? Somos tão animais quanto os que julgamos ser animais por não viverem em uma sociedade, não terem nosso estilo de vida. Sorte a deles por viverem como animais, cada um sabe seu lugar e vivem bem com isso, não há a necessidade de se mostrarem melhor que os outros. Às vezes é bom ser irracional.”
“Feriado, tédio, poder acordar a hora que quiser, fazer o que quiser, não ter preocupações. Mas então acorda cedo, fica na tv ou computador, sem nada para fazer, sabendo que ele esta trabalhando e só chegará a noite, ainda ter horas de espera com o tédio, escrever e escrever, jogar um pouco, como sempre ouvindo música, pensar em ler. Desistir de tudo, ficar deitado na cama olhando pro teto enquanto o tempo passa, ver o sol pondo e lua surgindo enquanto aguarda sua mensagem. Eis que a mensagem chega e a vida volta a ser a de sempre.”
“Porque odiar algo? Sempre quando algo não sai como esperamos tudo o que fazemos é sentir ódio proporcionado pela raiva e decepção, seria realmente bom se tudo desse certo? Dizem que o “Não” também protege, mas do que? Se pedimos algo não é porque já sabemos como será? Às vezes é preciso quebrar a cara para aprendermos, não adianta impedir alguém de tudo, só proporciona raiva e ódio. Deixe-nos viver.”
“Em um baile, como todo que se espera, perfeito. Todos com seus devidos pares, já na expectativa de seus representantes, rei e rainha, som na altura, a noite toda a ser aproveitada, uma criança. Todos dançando, aproveitando seus últimos segundos de uma vida, enquanto na manhã seguinte, junto com a ressaca, se preparam para uma nova etapa de suas vidas. Dance, aproveite, ria, brinque, chore. Viva como se todo dia fosse seu último.”
S-H
“Plena madrugada chuvosa e fria, sono interrompido, fone e músicas à disposição, dormir não é mais opção, apenas ficar deitado pensando, na vida casualmente, músicas selecionadas, volume alto o suficiente para esquecer tudo, mas ainda com o som das gotas da chuva na janela e o cheiro de terra molhada como companhias. Silêncio, escuridão, pensamentos como acompanhantes desta noite, os únicos. Sabendo que estás em outro lugar, casa, cama. Longe. A vontade de dormir volta para poder tentar amenizar a solidão e carência.”
S-H
“E quando bate aquela saudade de te ter novamente em meus braços, sentir seu cheiro, ter seu carinho, ter o sabor dos seus lábios aos meus, poder falar que você é minha razão para tudo, poder ficar sob a coberta, deitar em seu ombro. Poder dizer você é meu. Hoje já não posso mai, você é de outro.”
“Antes de dormir, segundos antes dos pensamentos darem trégua, uma completa confusão tentando descobrir o que é certo e esquecer o que foi errado, hora de fazer um limpa geral. Relembrar o passado nem sempre é bom, mas preciso, reaprendemos coisas importantes que nunca devíamos ter esquecido, passamos a julgar com outros olhos depois de adquirirmos mais vivência em um mundo fútil. Seremos bons com o mal ou ruins com o bem, assim como o Ying Yang, sem um o outro não existe. Escolha seu caminho, faça sua história. Então feche os olhos e se dê trégua.”
“Não aguento mais demonstrar que sou forte todos os segundos, chega uma hora que chega no limite e não quero mais saber de nada, não me importo com a vida, com a felicidade e muito mais em fazer os outros felizes. Quando bate a tristeza ela insiste em ficar, estraga o dia, semana e até mesmo o mês e tudo o que fazemos é ficar parado apreciando o tempo passar. Ser forte tem suas vantagens, mas também esta repleto de fraquezas, a pior é nos tornarmos ignorantes a ponto de acreditar que suportamos tudo e quando acontece algo que não estamos preparados, tudo desmorona, toda sua fortaleza. Uma fortaleza dita impenetrável, mas com vários defeitos. Uma tentativa em vão de tentar ser alguém que no fundo sabemos que não seremos. Uma idealização já sabendo seu fim. Preciso explodir, por todos meus sentimentos para fora. Preciso chorar, na maior parte do tempo, o melhor alívio.”
“Depois de muita luta, choro, relutância, dúvida e até mesmo pensamentos de uma segunda chance, finalmente consegui seguir em frente, finalmente te esqueci. Claro que houve bons momentos, assim como ruins, apesar de tudo não tenho rancor de nada, aprendi muitas coisas com você e sou grato por isso, no fim de tudo tornei-me uma pessoa diferente de quando te conheci. Mas infelizmente você quebrou aquilo que não vai voltar.”

Meus pais me diziam
que era preciso respeito,
desde pequeno me ensinar tentaram,
porém ficou-me só o dito

Um irmão me dizia
que de mim cuidaria,
mas então descobriria
que não se passava de uma utopia

Um amigo me dizia
que estaria do meu lado
todo dia

Um desconhecido me dizia
que confiar em outros não podia,
mas talvez o amaria